Feriadão movimenta o país

Feriadão movimenta o país

0 58
Foto: Claudio Vieira/PMSJC

De acordo com as estimativas do Ministério do Turismo o feriado prolongado da Proclamação da República (15/11) revela que mais de 1,8 milhões de brasileiros devem visitar destinos nacionais, movimentando R$3,8 bilhões na economia. Os sete feriadões deste ano vão gerar um total de 13,9 milhões de viagens no país e um impacto de R$ 28,8 bilhões na economia nacional. O cálculo não inclui a Semana Santa e nem o Carnaval, por já serem prolongados normalmente.

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas
Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

Renda média do setor de turismo

A renda mensal dos empregados do setor turístico cresceu 5,9% em Minas Gerais, saindo de R$1.518,21 em 2016 para R$1.607,56 em 2017. Os dados são da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS) divulgados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e analisados pela Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais (Setu-MG). De acordo com dados complementares do Observatório do Turismo de Minas Gerais, o estado alcançou em 2017 o maior fluxo turístico desde o início da série histórica ao receber 26,5 milhões de turistas, representando um aumento de 6,1% quando comparamos com 2016. A receita turística direta deixada pelos turistas foi de R$16,2 bilhões, representando uma variação negativa de 1,5% ao compararmos também com 2016.

Imagem - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)
Imagem – Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio)

Turismo e meio ambiente

A parceria do Ministério do Turismo com o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) tem apresentando bons resultados. De acordo com o Ministério do Turismo em 2017 os visitantes que estiveram nos parques nacionais brasileiros gastaram cerca de R$ 2 milhões nos municípios de acesso a essas unidades de conservação natural. A contribuição total dos gastos para a economia nacional foi de cerca de 80 mil empregos, R$ 2,2 bilhões em renda e R$ 3,1 bilhões de valor agregado ao PIB.

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta